Produção Distribuída de Energia

A produção distribuída de energia respeita à produção de energia onde ela é consumida.
O seu mais alto custo de instalação, por unidade de potência instalada, é compensado:

  • sempre que exista energia renovável disponível - eólica, solar, hídrica, biomassa, ou biogás,
  • em sistemas de micro-cogeração, que pelo aproveitamento combinado de calor e energia eléctrica apresentam rendimentos muito superiores aos conseguidos nas grandes centrais.

A produção local de energia evita perdas de transporte, enquanto garante uma maior segurança de abastecimento. O seu enquadramento obedece a alguns regimes configurados na legislação, que atendem ao tipo de energia utilizada, ao processo tecnológico e à potência instalada.

Produção para Autoconsumo. Nesta situação a energia produzida é totalmente gasta em consumos próprios. Esta situação acontece no aproveitamento solar térmico, em que o sistema já é dimensionado de acordo com o consumo esperado, e no caso em que a produção fica aquém do consumo mínimo permanente.

Produção com Autoconsumo. Este regime permite o aproveitamento de energia disponível, hídrica, eólica, biomassa, biogás, no limite da sua disponibilidade, para consumo próprio e venda do excedente à rede.
Regime também aplicável à micro-cogeração por via de micro-turbinas a gás, pilhas de combustível, ou sistemas combinados, desde que interligados à rede em baixa tensão.

Este regime, porque permite vender à rede o excedente e comprar quando insuficiente, permite o aproveitamento integral do potencial de produção.

Produção em Regime Especial. Este regime, que contempla a produção para venda à rede, destina-se à promoção do aproveitamento de energias renováveis, podendo viabilizar aproveitamentos com potência da gama dos utilizados para a produção distribuída, sempre que o promotor disponha de local, energia primária, ponto de interligação e obtenha a respectiva concessão. As soluções desenvolvidas para a produção distribuída, por se suportarem em equipamentos de fabrico em série, poderão viabilizar investimentos em PRE que pensados na filosofia tradicional não se apresentam rentáveis.

Produção e Venda de Água Quente. A produção e venda de água quente será a solução mais racional em edifícios colectivos e em conjuntos habitacionais. Fundamentalmente perspectivada no aproveitamento da energia solar térmica, será ainda uma boa solução sempre que a produção de calor resulte de outro processo, como seja o da micro-cogeração.

 

 
 
KWenergia • R. de Stª Margarida, 215-1° Sala 2 • 4710-306 Braga - Portugal
Tel: +351 253 221 317 • Fax: +351 253 687 433 • Email: geral@kwenergia.pt